quinta-feira, 31 de maio de 2018

Pessoas vão embora de todas as formas: vão embora da nossa vida, do nosso coração, do nosso abraço, da nossa amizade, da nossa admiração, do nosso país. E, muitas a quem dedicamos um profundo amor, morrem. 
E continuam imortais dentro da gente. A vida segue: doendo, rasgando, enchendo de saudade... 
Depois nos dá aceitação, ameniza a falta trazendo apenas a lembrança que não machuca mais: uma frase engraçada, uma filosofia de vida, um jeito tão característico, aquela peculiaridade da pessoa.
Mas pessoas vão embora. As coisas acabam. Relações se esvaem, paixonites escorrem pelo ralo, adeuses começam a fazer sentido. E se a gente sente com estas idas e também vindas, é porque estamos vivos.
Cuidemos deste agora. Muitos já se foram para nos ensinar que a vida é só um bocado de momento que pode durar cem anos ou cinco minutos. E não importa quanto tempo você teve para amar alguém, mas o amor que você investiu durante aquele tempo.
Segundos podem ser eternidades... ou não. Depende da ocasião.

Marla de Queiroz
Do livro AINDA É MUITO CEDO PRA SER TARDE DEMAIS.






19 comentários:

  1. Lindo e bem verdadeiras as palavras nesse texto! bjs, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Lindo. Parabéns pelo texto. :))

    Hoje:- Olho o horizonte...Silêncio absoluto.

    Bjos
    Votos de um óptimo Feriado de Quinta-Feira

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde! Um texto soberbo no qual me identifiquei. Muito obrigada!

    Beijo e um excelente fim de tarde!

    ResponderExcluir
  4. Um magnífico texto, obrigado pela partilha.
    As fotos foram muito bem escolhidas.
    Bom fim de semana, minha amiga.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  5. O remorso de não termos aproveitado bem o tempo, ainda que inútil, é uma das emoções mais dolorosas. Mas ao menos nos ensina a apreciar o tempo que temos em mãos - o aqui e agora.
    Uma feliz semana!
    Beijo
    Bíndi e Ghost

    ResponderExcluir
  6. Excelente reflexão.
    Gostaríamos de manter sempre junto a nós aqueles que amamos, mas nem sempre é possivel, por isso, o importante é apreciar e viver o presente.
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  7. Temos que suportar as perdas, sim.Não há outra saída .

    Minha querida Frida, um abraço longo e carinhoso

    ResponderExcluir
  8. Muito belos, o texto e a imagem que você escolheu! Uma imagem que estou salvando aqui e palavras que eu gostaria de ter escrito; mais uma bela amostra da sua sensibilidade, minha amiga! Boa semana, fique bem.

    ResponderExcluir
  9. Que imagem linda para inspiração deste momento de pura depuração da alma diante de uma perda, seja ela qual for, vem como uma onda devastadora derrubando tudo. Somos seres não adaptados para as perdas, por isso sofremos e não aprendemos a valorizar os momentos que temos, esquecemos da infinitude do momento.
    Uma linda partilha amiga e que sua semana flua belamente com paz no coração.
    Beijo amiga.

    ResponderExcluir
  10. FRIDA,

    eu sou daqueles que não gosta de perder!
    Perdi durante minha vida afetiva, muito poucos amores e a razão? Não dou razão!
    Conto nos dedos da mão os relacionamentos afetivos que por minha causa se foram.A razão? Não dou razão!
    Tenho os amores possíveis, não vejo cor da pele, religião, ideologia, nem bens materiais na pessoa amada, foram poucos em quantidade mas, lindamente revitalizantes para meu corpo e minha alma e com nenhum deles tornei-me seus inimigos . A razão? Não dou razão!
    Quando amo não traio, quando amo não humilho, quando amo não aproveito ou aprisiono, quando amo dou aquilo que de melhor existe em mim e não tenho tido muitas indas e vindas. A razão? Não dou razão!
    Poderia estar aqui parecendo o super-herói dos cupidos ou a perfeição dos amantes latinos, porém é justamente o contrário, afinal meus defeitos e qualidades são tão expostos deste o primeiro momento, sem esconde-esconde ou hipocrisias ou mentiras que , o amor para mim e quem dele compartilha é sempre muito explicito quanto as minhas virtudes e fraquezas,sempre procurando sair da imagem que pode ser romântica mas enganosa de um "príncipe encantado".
    E creia, num procurei até hoje, princesas!
    Quem sabe por esta razão eu esteja merecendo uma? Tenho razão?
    Se é que fiz entender.
    Quer que eu minta?
    Um abração carioca e obrigado por suas contumazes visitas ao nosso blog "Falando sério".

    ResponderExcluir
  11. Fim de semana de paz amiga e que a saúde na família esteja sob controle.
    Meu terno abraço
    Beijo de paz.

    ResponderExcluir
  12. Boa noite, Frida. Continuo achando muito triste as partidas e a ideia de finitude, nunca me agradou, principalmente, no amor.
    Tudo de bom.
    Beijos na alma.

    ResponderExcluir
  13. Meu abraço, Arco-Íris, e os votos de que estejas bem, amiga. Boa semana, aguardo a próxima postagem!

    ResponderExcluir
  14. Boa noite, querida Frida!
    Há coisas que só entendemos com o tempo! Há razão de irem de nossas vidas... o tempo mostra...
    Seja feliz e abençoada junto aos seus amados!
    Bjm fraterno e carinhoso de paz e bem
    😚😍💟

    ResponderExcluir
  15. Meu abraço, amiga. Boa semana, aguardo o próximo post!

    ResponderExcluir
  16. Boa semana, Arco-Íris! Espero que estejas bem, e aguardo o próximo post.

    ResponderExcluir
  17. Oi Amiga!
    Como estão as coisas por aí.
    Não silencie querida e dê noticias.
    Beijo e tudo de bom para vocês.

    ResponderExcluir
  18. Adorei estar aqui , tudo lindo e encantador...
    Espero sua visita em meu blog também.


    Beijos
    Ani

    https://cristalssp.blogspot.com.br

    ResponderExcluir