quarta-feira, 16 de maio de 2018

Acalme o peito, recolha a voz, ouça os sussurros de dentro.
Repouse os olhos em algum lugar imaginário e guarde este conforto no seu corpo. Esqueça por um momento ao menos, a mágoa, a raiva, a rejeição ou quaisquer experiências negativas que tenham confrangido o seu coração. Respire até trazer a calma e promova um sentimento para inaugurar uma semana bonita. Resolva pendências mentalmente e tente concretizá-las dentro de um tempo razoável para que a procrastinação não aumente a ansiedade

Seja generoso consigo, faça algo que te entusiasme, saia da estagnação que a culpa causa. Sinta gratidão por mais difícil que seja ser grato quando a dor se apresenta, o tédio se instala, a solidão se esparrama. Tudo, absolutamente tudo fará sentido e se resolverá daqui a pouco.Não espere que cuidem de você como gostaria de ser cuidado: dê-se afeto, faça-se um afago. Tantas vezes precisamos apenas de uma pequena mordomia emocional para que lembremos de quão merecedores somos da alegria. Instigue sua sede de vida.
Queira-se mais que ao Outro. Compartilhe, mas não espere um envolvimento maior que o que se apresenta. Entenda. Escolha. Ausente-se se necessário.Faça-se companhia. Mas se tenha como um bom amigo. Seu melhor amigo.

Desejo um sol aceso no peito.
Promova sua boa notícia.

Marla de Queiroz
Do  livro TEM DIA QUE O CORAÇÃO PRENDE O DEDO NA PORTA.







7 comentários:

  1. Lindo texto e precisamos realmente nos gostar e presentear com momentos que nos permitam PAZ!😘😘

    ResponderExcluir
  2. Querida amiga um texto perfeito na partilha, para estes dias de tantos desenganos e incertezas do dia seguinte neste país tomado pelas indecisões e que refletem em nossas vidas e nosso humor. Recriar estímulos e incentivos para o nosso mais profundo íntimo, que nos mantenha de pé e confiantes. Possibilitar viver cada dia num exercício contínuo de amor próprio.
    Que sua semana flua belamente e docemente.
    Que na família as coisas estejam sobre controle para sua paz, pelo seu sorriso.
    Beijos de paz no coração amiga.

    ResponderExcluir
  3. Belíssimo e profundo texto! Muito bom para reflectir!! Se não gostarmos de nós? Quem gostará?!
    AMEI!

    Beijo - Boa tarde

    ResponderExcluir
  4. Nossa, como eu precisava ler isto@!
    Estou em um exercício de perdão, e vou te contar algo que aconteceu comigo ontem:
    Eu estava sentado no meu jardim, pensando nas pessoas e perdoando-as, e pedindo perdão a elas.
    Havia, no muro junto à porta da minha cozinha, um vasinho com uma planta que meu marido ganhou de um médium. Era um vaso com água. Não estava ventando. Não havia ninguém mais em casa, a não ser eu. Bem, ouvi um barulho: o vaso caiu, quebrando-se em vários pedaços. Peguei a planta e plantei-a de vez em um vaso com terra.

    acho que eu acabei mexendo com energias pesadas que andavam por aqui, e o exercício do perdão mandou-as embora - mas vingaram-se na plantinha. Acho que foi isso.

    ResponderExcluir
  5. Bom dia. Que texto tão bonito e assertivo. Adorei as tuas palavras. Parabéns.
    :))

    Hoje:- Não sofras por não me teres, não é verdade.

    Bjos
    Votos de uma óptima Quinta - Feira

    ResponderExcluir
  6. Palavras sábias.
    Obrigado pela partilha, não conhecia o texto.
    Continuação de boa semana, querida amiga.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Belíssimo e importante texto para o nosso dia a dia de tantos estresses e agitações de terceiros! Tem-se que se nos dar um tempo. Minha gratidão pela partilha e parabéns por tão importante postagem! Grande Abraço. Laerte.

    ResponderExcluir