sexta-feira, 10 de março de 2017


Existo onde me desconheço
aguardando pelo meu passado
ansiando a esperança do futuro

No mundo que combato morro
no mundo por que luto nasço

(In "Raiz de Orvalho e Outros Poemas")




3 comentários:

  1. Ideias interessantes, expressas com excelentes palavras.
    Bom fim de semana, amiga Frida.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Interessante!
    Gostei do cantinho e fiquei.
    Beijinho

    ResponderExcluir
  3. Uma imagem que bem ilustra o poema.
    Um clamor belo e fundo da alma nesta relação do três tempos.
    Bonito amiga.
    Bjs.
    Que esteja tudo bem com voce.

    ResponderExcluir