segunda-feira, 29 de agosto de 2016





 
E quando me escrevias, era tão belo o que contavas que me despia para ler as tuas cartas.
Só nua eu te podia ler. 
Porque te recebia não em meus olhos, mas em todo o meu corpo, linha por linha, poro por poro

( Mia Couto - Jerusalém )



18 comentários:

  1. Ahhhhhhh.. como eu queria escrever algo para alguém que se sentisse assim....ao ler-me, sentir a vontade de ter-me junto ao corpo, nus ambos, pela doce leitura e por saber-te nua para mim....
    Lindo o texto!!!!!!!!
    Beijos Fada-Mágica-Cigana!!!

    ResponderExcluir
  2. Que maravilha de Mia.
    Intensamente belo.
    Linda semana amiga.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde, Maravilhoso amor sentido.
    Resto de boa semana,
    AG

    ResponderExcluir
  4. Às vezes, só com a alma nua podemos compreender o que o outro nos fala.
    Gosto imenso de Mia Couto.
    Um abraço,
    Sônia

    ResponderExcluir
  5. Diz que o meu comentário foi publicado,
    mas não o vejo.
    Dizia que gosto muito de Mia Couto e das
    imagens com vida. Portanto gostei muito deste post.
    Desejo que se encontre bem.
    Bjs.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  6. Um magnífico excerto de um grande escritor lusófono que é Mia Couto.
    Frida, tem um bom fim de semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Mia Couto, um mestre das palavras.

    Um beijinho :)

    ResponderExcluir
  8. Excelente escolha, amiga! Quanta intensidade e paixão, em palavras aparentemente tão simples! Espero que estejas bem e te desejo uma boa semana.

    ResponderExcluir
  9. Vim à procura de mais... mas eu vilto...
    Tem uma boa semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  10. Na sensualidade dos versos a ternura de despir-se ante uma carta, apenas para sentir o amado em sua totalidade... Tão belo e profundo este texto de Mia Couto!

    Frida, minha doce amiga, ainda em terras americanas? Ainda sendo bem tratada pelo tio Sam? Ainda cheia de projetos, sonhos e expectativas?

    Acredito que sim, meu anjo, e fico feliz em saber que o período de adaptação já passou e que agora já te sintas integrada no ambiente do norte das Américas.

    Mesmo em pausa, vou procurar sempre um tempinho para estar com os amigos queridos e ver o que estão a publicar, mesmo que tempo não haja para um comentário. Mas tu, menina linda, hás de sentir meu carinho entre os sorrisos e as estrelas que estarei sempre a espalhar por aqui.

    Te gosto muito!
    Helena

    ResponderExcluir
  11. Boa semana, Arco-Íris; aguardo o próximo post! Fica bem, amiga.

    ResponderExcluir