quarta-feira, 8 de julho de 2015


"Não viva assim,
pensando que é maior que eu
Só por que o que sente é menor
Os acordes podem mudar
As terças podem se inverter..."



8 comentários:

  1. E sempre se invertem, minha amiga... sempre se invertem! Belo post, boa semana; fique bem.

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde, de certeza que se invertem, a imagem é linda.
    AG

    ResponderExcluir
  3. Que lindo, Frida!!! E acho que caminhamos sempre trocando de lugar e de posição com os outros.

    ResponderExcluir
  4. Na Atlântida vocês mulheres mandavam,
    só agora estão reassumindo o trono.

    Graças à Deus(a)!

    ResponderExcluir
  5. E as coisas sempre mudam... é uma questão de tempo...
    Belas palavras, gostei.
    Frida, tenha um bom resto de semana.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  6. Não se preocupe, Frida, É engraçado que vc é a segunda pessoa que me diz isto. Já o meu blog indica exatamente onde está a postagem comentada pelo nome. Aí é só clicar. Foi um belo poema sobre Dona Beija, cuja ilustração é de uma urna dupla, muito artística e interessante.
    Abr!

    ResponderExcluir
  7. Nada justifica o agir/pensar como se maiores fossem os que amam menos. O não sentir com a mesma intensidade é natural, mas não tem relação com desmerecimento do outro. Bjs.

    ResponderExcluir