sábado, 7 de fevereiro de 2015

É então que chegas

Eu, sabendo que te amo, 
e como as coisas do amor são difíceis, 
preparo em silêncio a mesa 
do jogo, estendo as peças 
sobre o tabuleiro, disponho os lugares 
necessários para que tudo 
comece: as cadeiras 
uma em frente da outra, embora saiba 
que as mãos não se podem tocar, 
e que para além das dificuldades, 
hesitações, recuos 
ou avanços possíveis, só os olhos 
transportam, talvez, uma hipótese 
de entendimento. É então que chegas, 
e como se um vento do norte 
entrasse por uma janela aberta, 
o jogo inteiro voa pelos ares, 
o frio enche-te os olhos de lágrimas, 
e empurras-me para dentro, onde 
o fogo consome o que resta 
do nosso quebra-cabeças. 

(Nuno Júdice)


8 comentários:

  1. Muito lindo... vir aqui e ler isso!!!
    O jogo do amor...a metáfora é muito forte....!!!
    Adoro vir aqui!!

    ResponderExcluir
  2. Muitas vezes nesse jogo, quando não se tem uma "carta na manga", há que se ter olhos para transportar "uma hipótese
    de entendimento", para que o "quebra-cabeças" possa ser completado, e o vento do norte não entre por uma janela aberta, deixando o jogo inteiro voar pelos ares...
    Um expressivo poema, uma imagem belíssima!
    Um sorriso e uma estrela no teu olhar,
    Helena

    ResponderExcluir
  3. O espelho das aguas se incendeia pelo jogo do poder....e seguem os dias!!

    Beijo

    ResponderExcluir
  4. A vida é mesmo um grande jogo,onde não cabe cartas marcadas.
    Um jogo sem trapaças e quando esta se senta à mesa,cartas voam, vidas se apagam.
    Um belo poema com muita arte da figura.
    Lindo domingo querida amiga.
    Meu abraço terno de paz e luz.
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Excelente escolha, o poema é muito bom. É daqueles que nos impele à interioridade, à procura do entendimento das pontas soltas...

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  6. Nunca li um livro deste poeta, só conheço poemas esparsos..

    Beijos, minha querida, feliz domingo

    ResponderExcluir
  7. Também não conhecia o poeta.
    Very good!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  8. Indicação de amigo do seu espaço,Gostei muito deste poemas, não conhecia o autor.

    ResponderExcluir