domingo, 29 de junho de 2014

Torcer contra resolve os problemas do nosso país? Como? Gostaria de entender!

Sugiro que tais brasileiros fiquem pra lá! Você pode ser contra qualquer governo, mas, ser contra um País,o seu País, é melhor que deixe nosso território!
( José Monteiro Filho)

 Sou a favor de todas as reinvidicações, mas não deixo de torcer pra seleção
( Eudásio Kiske)

 Então quer dizer que todos os títulos da seleção foram para beneficiar os presidentes na época? não sabe de nada inocente.
( Lilian Suque)

 Torcer nós já sabemos, precisamos aprender a votar!!!!!
 Opinião tua, com copa ou sem copa nos estariamos na mesma!!!!
( Harold Guess)

 Só uma pergunta o Brasil perdendo a Copa os Impostos Vão Baixar, a educação vai melhorar, a saúde publica vai mudar alguma coisa? não se iludam rapazes a forma correta de se protestar é na urna e não no estadio.
O Brasil perdendo ou ganhando do mesmo jeito os que roubaram irão se dar bem porque vai acabar em pizza de qualquer forma ou vcs já esqueceram do dinheiro na cueca, do mensalão, de todos os roubos já feitos e ainda não tinha copa. O povo é roubado pq não sabe votar é só olhar um dos maiores ladrão de todos os tempos Paulo Malluf é deputado federal agora me diz adianta torcer contra a seleção se escorias como essas são colocadas no poder?
 (Victor)


E só pra constar, brasileiro CONSCIENTE tem que boicotar os políticos é na urna, e não na Copa do Mundo.
Tudo modinha, até dois anos atrás não se via 1 FDP reclamando de Copa, foi só a negada botar fogo no Brasil ano passado que começou a desandar.
Deixo bem claro, não sou a favor de político nenhum, pelo contrário, se pudesse amarrava todos esses corruptos e trancava numa cadeia. Mas também tenho a consciência de que A SELEÇÃO BRASILEIRA NA COPA, não pode fazer nada pra mudar o país.
(Lucas)


Cara,respeito sua opinião,você tem todo o direito de ter e expor seu pensamento,mas discordo e vou dizer por que. Fomos roubados ? SIM ! Foi armado um esquema para os travecos ganharem um estádio ? SIM!
estamos precisando de um monte de coisas no pais, saúde,educação,segurança e etc ? SIM
Mas mas quem rouba não entra em campo, quem rouba são os mesmo que todos nós votamos de dois em dois anos...
quer protestar ? vote certo esse ano, vote em quem você tenha confiança,alguém que possa fazer alguma mudança,se não existe ninguém que você confie,simples! vote nulo,é melhor do que dar um voto apenas por votar e dar o poder nas mãos de mais um safado....
Muitos aqui tem "algo pessoal" com essa copa por que os travecos ganharam um estádio e eu mesmo fiquei muito indignado com isso,mas não vou ficar dando ibope para algo assim,por que assim você valoriza essa "conquista" deles, copa corrupta por parte dos governantes ? sim.
mas não vou torcer contra e nem por outro pais,até por que os outros países estão pouco se lixando para o Brasil, um exemplo foi ontem a população espanhola esculachando o Brasil e os brasileiros por que não aguentaram perder...
O Brasil é um ótimo pais pra se viver ? não, é apenas ruim (no máximo regular)por todos esses problemas que já conhecemos,mas dar um de revoltadinho e entrar nessa modinha de anti-patriotismo que tem agora não ajuda em nada, temos sim que protestar, cobrar, votar direito e fazer a diferença para ajudar o pais.
mas tudo tem que ser com consciência se não tudo vai ficar pra sempre na mesma merda...
Eu gosto muito de futebol,estou assistindo os jogos que tenho a possibilidade,estou torcendo para o Brasil ganhar e esse papo de "ahh se o Brasil ganhar o povo esquece dos problemas" a maioria já esqueceu faz tempo,o tal gigante já esta dormindo de novo,por que a maioria das pessoas hoje não sai de casa pra protestar com copa ou sem copa,todos nós sabemos disso.
(Sergio Junior)








sexta-feira, 27 de junho de 2014



A vida se encarrega das coisas. Certas pessoas se esquecem que há a colheita e negligenciam o plantio. Princípios não se cobram: há os que têm valores nobres e gratidão por ter tido sorte. Muitos atuam numa existência voltada para o que lhes é conveniente. Há que se ter compaixão e não raiva por estes. O mais importante numa decepção: as experiências passam, mas o aprendizado aguarda o momento certo do aprendiz.

(Marla de Queiroz)

segunda-feira, 23 de junho de 2014


 A gente é o que é. E o que pensa. E o que todos pensam sobre. Tudo junto. Ao mesmo tempo. Misturado e emaranhado numa rede interminável de pensamentos e sentimentos sem fim. Daí, a importância de vigiar. Estar atento. Perceber-se e perceber o outro. Nossa imensa rede interna. E as tantas outras externas. Talvez por isso seja difícil conviver. Tem que bater. Associar. Simpatias e antipatias. Versos e inversos. Simetrias e padrões. Opiniões. Emoções. Somos um, e somos todos, ao mesmo tempo. Como se faz para conciliar tantos universos? Contar com a conspiração divina que rege um universo de estrelas faiscantes?!..., bebês de tudo, estrelas e mais estrelas que habitam o mesmo etéreo e não se chocam. Ou caso nunca. Deve ser possível...
Por isso nos agrupamos. Nos juntamos. Ou nos isolamos uns dos outros. Em alguns lugares, sentimo-nos em casa. De outros, só queremos correr. Energias. ENERGIA, assim em maiúscula expressão. É tudo que temos. Podemos chamar de crenças, valores, inspiração, noção. Mas a gente nem tem noção de o quanto é preciso vigiar. Vigiar o que pensamos, o que falamos, o que sentimos, como colocamo-nos no mundo. Tudo interfere em tudo.
Então não se trata apenas de tratar de ser feliz. Tratar do bem-estar. Tratar de se dar bem. Implica em algo além. Alteramos a rota uns dos outros, mesmo sem saber. Queremos que haja paz, mas não temos pensamentos de paz. Queremos que haja amor, mas temos reservas como sentimentos românticos. Queremos nos sentir seguros, mas emanamos o medo de tudo. Queremos ser fortes, mas acovardamo-nos frente aos primeiros tropeços. Queremos um mundo bom, mas não temos mais fé neste mundo. Nas pessoas que habitam este mundo. E isto se reflete em... realidade.
E aí a gente estranha. Estranha o mundo ser tão diferente do que a gente sonha. Só que a gente sonha curtinho. fraquinho. Sem firmeza. As convicções mais fortes são, infelizmente, devotadas ao que há de pior.
(...)  mas que precisa, muito, e sempre, de gente que se disponha a pensar melhor. A pensar feito gente grande, sem, no entantto, esquecer de ter viva a criança, que não se cansa de ter esperança, dentro do coração.
(Be Lins)

quarta-feira, 18 de junho de 2014

"Comédias românticas: criando falsas expectativas no mundo desde 1959."
(Tati Bernardi)





 Que atire a primeira pedra quem assistiu ao filme "The Notebook" e não quis um Noah para chamar de seu!


Onde ele esta?
 

quarta-feira, 4 de junho de 2014


- Sobre os filhos do vento (Os Gitanos)...


Qual é meu nome?
- Esmeralda.
De onde venho?
- Não sei.
O que faço?
- Vivo.
No que acredito?
- Em tudo.
Qual a minha raça?
- Humana.
O que fiz?
- Não, não invadi, não saquei, não expulsei e nem escravizei ninguém.
- Não matei em nome de Deus.
- Nos mataram em nome de Deus.
De onde vim?
- Na inquisição espanhola nossas mulheres foram mortas como bruxas, os homens foram enviados para as galés e suas orelhas cortadas. 

O último refúgio para um perseguido era a igreja. Mas não para o cigano que mesmo dentro da casa de Deus, não encontrou abrigo. 
No holocausto não somos nem citados, mas 500 mil ciganos foram mortos. No julgamento de Nuremberg nenhum cigano foi chamado para falar da nossa dor. Entendemos que isto não foi obra de Deus e sim dos homens, que na sua ganância pelo poder deturparam a palavra de Deus. 
 

( Peça teatral cigana, em um ato - Blog Conversas sobre o Povo Cigano!)

PS: o Nome Nuno foi trocado por Esmeralda...