segunda-feira, 23 de junho de 2014


 A gente é o que é. E o que pensa. E o que todos pensam sobre. Tudo junto. Ao mesmo tempo. Misturado e emaranhado numa rede interminável de pensamentos e sentimentos sem fim. Daí, a importância de vigiar. Estar atento. Perceber-se e perceber o outro. Nossa imensa rede interna. E as tantas outras externas. Talvez por isso seja difícil conviver. Tem que bater. Associar. Simpatias e antipatias. Versos e inversos. Simetrias e padrões. Opiniões. Emoções. Somos um, e somos todos, ao mesmo tempo. Como se faz para conciliar tantos universos? Contar com a conspiração divina que rege um universo de estrelas faiscantes?!..., bebês de tudo, estrelas e mais estrelas que habitam o mesmo etéreo e não se chocam. Ou caso nunca. Deve ser possível...
Por isso nos agrupamos. Nos juntamos. Ou nos isolamos uns dos outros. Em alguns lugares, sentimo-nos em casa. De outros, só queremos correr. Energias. ENERGIA, assim em maiúscula expressão. É tudo que temos. Podemos chamar de crenças, valores, inspiração, noção. Mas a gente nem tem noção de o quanto é preciso vigiar. Vigiar o que pensamos, o que falamos, o que sentimos, como colocamo-nos no mundo. Tudo interfere em tudo.
Então não se trata apenas de tratar de ser feliz. Tratar do bem-estar. Tratar de se dar bem. Implica em algo além. Alteramos a rota uns dos outros, mesmo sem saber. Queremos que haja paz, mas não temos pensamentos de paz. Queremos que haja amor, mas temos reservas como sentimentos românticos. Queremos nos sentir seguros, mas emanamos o medo de tudo. Queremos ser fortes, mas acovardamo-nos frente aos primeiros tropeços. Queremos um mundo bom, mas não temos mais fé neste mundo. Nas pessoas que habitam este mundo. E isto se reflete em... realidade.
E aí a gente estranha. Estranha o mundo ser tão diferente do que a gente sonha. Só que a gente sonha curtinho. fraquinho. Sem firmeza. As convicções mais fortes são, infelizmente, devotadas ao que há de pior.
(...)  mas que precisa, muito, e sempre, de gente que se disponha a pensar melhor. A pensar feito gente grande, sem, no entantto, esquecer de ter viva a criança, que não se cansa de ter esperança, dentro do coração.
(Be Lins)

13 comentários:

  1. [ pois é... a gente pode aprender o que ainda não sabe
    ou fingir que já sabe tudo e não precisa aprender mais nada.
    a escolha é nossa e o importante, é que a gente sempre tem escolha. né?]

    beij0

    ResponderExcluir
  2. Bom dia,
    Se existe-se a perfeição a vida certamente que não tinha interesse, cada um opta pelo que pensa ser o seu bem estar, é impossível viver tudo e ter uma preocupação com tudo ao mesmo tempo, penso que o melhor é procurar onde nos possamos sentir o que somos e não o que os outros querem que sejamos, viver um momento de cada vez e saber torna-lo intenso é o melhor para estarmos bem connosco próprios.
    Dia Feliz
    AG
    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    Sem que o discurso eu pedisse,
    Ele falou; e eu escutei,
    Gostei do que ele não disse;
    Do que disse não gostei.
    António Aleixo

    ResponderExcluir
  3. Bela imagem e texto...Espectacular....
    Cumprimentos

    ResponderExcluir
  4. Isso! Trata-se, talvez... de ser gente! :) Mais uma bela escolha, amiga; boa semana.

    ResponderExcluir
  5. Que reflexão poderosa, hein?

    A humanidade...isto de ser pessoa é coisa nada simples.

    Tu tocas em tantos aspetos essenciais ao pensamento e ação de cada um.

    Gosto deste filosofar.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Como disse o poeta, a realidade é sempre mais ou menos do que nós queremos...
    Talvez seja melhor não querer tanto. Apenas vivê-la.
    Um abraço!

    Bíndi e Ghost

    ResponderExcluir
  7. Que texto magnifico...esta é, sem duvida, a nossa realidade.
    Beijinho doce

    ResponderExcluir
  8. Tudo é uma questão se saber seguir adiante.

    ResponderExcluir
  9. É verdade!
    Tudo é parte de uma enorme engrenagem. Qualquer alteração em um, dente ou elo, interfere no TODO.
    Bonito texto.

    ResponderExcluir
  10. Uma imagem que diz da importância do ser humano entre os demais... Um texto irretocável! Uma postagem integradamente perfeita!
    Sorrisos, estrelas, meu carinho,
    Helena
    (http://helena.blogs.sapo.pt)

    ResponderExcluir
  11. Eu tinha um pensamento de que nós acabávamos sendo aquilo que os outros pensam.
    O homem e seu meio, integrado, parte cooperadora se promovendo e promovendo a paz,
    recriando a relação.
    Gostei amiga.
    Em Futebol há uma critica de comportamento para que haja uma festa para o povo, que
    na maioria nem pode passar perto dos estádios.
    Obrigado sempre minha querida amiga.
    Meu abração com carinho.
    Beijo

    ResponderExcluir
  12. Temos que aceitar que o mundo seja diferente daquele com que sonhamos.
    É a vida...
    Magnífico texto, gostei imenso.
    Tem um bom resto de semana, querida amiga Frida.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  13. Todo o ser vivo emana da mesma Origem e é muita pena que não se perceba uma coisa tão simples e se ergam muros físicos, mentais, psicológicos que irão condicionar tudo!

    Tentemos transmitir serenidade , embora seja difícil por vezes.

    Viajar é uma maneira de conhecer o Outro e o seu contexto, o que nos abre horizontes, mas também ao outro lado.

    Minha querida, forte abraço

    ResponderExcluir