terça-feira, 13 de maio de 2014





Ame aquilo que você é por dentro. Ame teus espinhos, tuas limitações. Ame a tua parte má, o teu desassossego, a tua falta de vocação pra santa. Ame-se. Infinitamente.

(Ju Fuzetto)

12 comentários:

  1. Importante se amar sempre.

    Luanda.
    dosamoresmeus.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Tento fazer isso amiga.
    Vou estar mais ausente do computador até quase ao
    fim de Junho porque estou na Irlanda e com muito
    pouco tempo para estar ao computador.
    Desejo que esteja bem.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  3. Beem por ai o caminho q trilho/perco/acho.

    Foto linda...eres tu ???? adorei.

    bj

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde,
    Devemos valorizar a pessoa que somos, tentar ser o que não somos não resulta,
    A foto é maravilhosa.
    Dia feliz
    ag

    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  5. Preciso mesmo de seguir esta sabedoria.

    Obrigado pela partilha.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Nunca tinha pensado em amar as minhas partes más...
    Mas isso não é o que todos os bandidos fazem...?
    Como mudar se amamos essas partes más...?
    Enfim, fiquei baralhado com esta frase...
    Tem uma boa semana, querida amiga.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Só quem se aceita, pode acietar o Outro...

    A menina bonita da foto é você, Frida?

    beijinhos, meu bem

    ResponderExcluir
  8. Talvez nem precisemos amar o lado obscuro de nosso ser, mas aprendermos a nos conceder o perdão, sem caminhar com culpa. Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Sábias palavras e lindíssima imagem.
    Obrigada pela presença na minha «CASA».
    Quando o livro for publicado, comunicarei. Não sei se irá ter fotos... Eu gostava, sim, mas nem todas as editoras o fazem...

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  10. Tu, ou caricatura de tu?

    Obrigado pelo apreço achegado em minhas-nossas plagas blogais.
    Vamos em frente?

    ResponderExcluir
  11. Beleza e sabedoria amiga, este mergulhar e garimpar nossas potencialidade e fraquezas,
    repassar os passos e buscar a sintonia e cadencia, Viver pela arte de ser e fazer felicidade.
    Gostei.
    Beijo

    ResponderExcluir