segunda-feira, 14 de abril de 2014



O perigo da perversidade é que ela é muito sutil. Um ser perverso jamais te atacará diretamente. Ele vai saborear cada silêncio calculado para despertar sua agonia. Ele vai tentar tolher seus lugares íntimos até que não reste qualquer espaço para manobras. Ele vai te seduzir da maneira mais irresistível e depois te tratar com um descaso inexplicável, como se algo de errado tivesse acontecido, mas sem te dar quaisquer indícios do que possa ter acontecido. Ele será carismático com os outros, prestativo, mas demonstrará impaciência em responder à sua mais simples pergunta. Ele vai oscilar entre o tesão e a indiferença. Você se sentirá desejada quando o sufoco tiver tomado toda a sua alma e, totalmente desamparada quando o desejo demonstrado parecer esvaído nos primeiros suspiros da manhã. E o dia seguinte se tornará um longo e agonizante ano. Ele parecerá espirituoso, depois irônico, mas estará sendo absurdamente crítico e sarcástico. E te deixará tão confusa que você, por momentos, não saberá identificar a crueldade que há neste tipo de comportamento. Os perversos são viciados em jogos de poder e controle. Não sabem o porquê. Simplesmente precisam tentar te destituir da sua autoconfiança e autoestima até que você se torne refém, dependente, à beira do desespero.
É muito difícil identificar um ser perverso e, depois se livrar dele. Ele te tratará com uma bipolaridade emocional absoluta. E quando tudo parecer perdido, quando você tiver decidido de maneira explícita sua escolha por um afastamento ou desligamento da relação, ele te rondará da maneira mais amorosa possível tentando te convencer que a falta de sintonia anterior era um problema seu.
O perigo da perversidade é porque ela é muito sutil. E o único antídoto para se curar de uma relação doentia como esta é reunir toda a coragem que você jamais imaginou ter e partir com toda a convicção de que você não precisa continuar neste campo minado. Você pode escolher um lugar de paz. Você pode não ser presa de um predador voraz. Você não precisa se vestir de sangue para alimentar estes vampiros.
Esteja atenta. O perverso sempre parecerá um ser inofensivo e carismático. Com os outros. Apenas com os outros. E isto te deixará com uma imensa vontade de conquistar aquilo que ele fará questão de demonstrar que não está disponível para você. 

Só para os outros.

(Marla de Queiroz)

14 comentários:

  1. Meu Deus! O tempo todo visualizei uma mulher que eu conheço! Incrível, a descrição é perfeita: sutil, encantadora, mordaz (mas só de leve, para que ninguém mais perceba, a não ser eu), insinuante. Diz as coisas sem dizer, apenas plantando uma semente. Trata-me bem na frente de todos, mas quando a sós, ela me pisa e me humilha. Alguém de quem decidi afastar--me - finalmente, após quase trinta anos. Amei esse post.

    ResponderExcluir
  2. [....é real a mentira por ser quem é
    ou ganha corpo na nossa vontade de acreditar?

    dói.....]



    beij0

    ResponderExcluir
  3. Excelente!!

    De qualquer modo, a pessoa tem que ter auto-estima suficiente e muita coragem para cortar de vez com criaturas assim, que sugam a vida das sua vítimas!

    Abraço grande

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde,
    ofender, denegrir a autoestima da outra pessoa é de um baixo nível, quem o faz é uma pessoa que não tem carater, não tem sentimentos.
    Normalmente uma pessoa que se julga dono da outra, começa por explorar os sentimentos para ir ao encontro do coração com um aparente apoio, quando ganhar a confiança total começa a pensar que a outra pessoa é propriedade sua, como tal, sente-se no direito de rebaixar a pessoa que acreditou.
    Dia feliz
    ag
    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  5. É só para deixar-te um beijinho e agradecer! Obrigado, mesmo!

    ResponderExcluir
  6. Espero que esse bicho nunca se cruze comigo.

    Engraçado, não costumo pensar na perversidade.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Olá Arco-Íris de Frida!

    A perversidade, faz parte das pessoas 100(!); - Sem luz, sem carácter, sem escrúpulos, sem bondade, sem humildade, etc., etc.
    Parabéns pelo texto.
    Esta é a segunda vez que visito o teu blogue, ontem vim só dar uma vista de olhos e hoje vim para ler-te.
    Encontrei-te no Refúgio das Origens, comentaste a minha poesia "Batalha da Vida". :)

    Beijos,

    Cris Henriques

    http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. A perversidade é um lobo vestido de carneiro, que vai te rondar noite e dia,para o bote final.
    Minha querida amiga desejo a você uma Feliz Páscoa com renovação de nossas esperanças,
    num mundo melhor, onde haja paz, amor.
    Meu carinhoso abraço amiga.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  9. Boa tarde,
    Obrigado pela sua simpática visita e comentário no meu blog.
    Dia feliz.
    ag

    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  10. Olá amiga!
    Desejo que sua Páscoa seja repleta de Amor, Paz e Saúde.
    Que todas as esperanças sejam renovadas.
    Que Deus te abençoe.
    FELIZ PÁSCOA!
    Lindo Texto!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  11. E muios existem assim, explorando a fragilidade e as carências alheias. Não somos enganados para sempre e a decisão do afastamento se impõe. Desejo-lhe uma iluminada e adocicada Páscoa. Bjs.

    ResponderExcluir
  12. Olá! Prazer em conhecer seu blog com essa coleção de belos e instigantes textos...
    Boa Páscoa, em todos os dias do ano.

    Bíndi e Ghost

    ResponderExcluir