sábado, 15 de fevereiro de 2014

Essa semana encerramos um ciclo... foi doído, mas... conseguimos, de algum modo conseguimos...
Pensei em como a "espiritualidade maior" me sustentou e em como tenho mais para agradecer, do que reclamar... apesar de noites sem dormir, de sustos, de medos... de chorar compulsivamente debaixo do chuveiro para ninguem ver...
Apesar de tudo, apesar das festas de fim de ano em que passei acordada. nao para comemorar, mas para medicar, cuidar, so ouvindo o riso nas casas vizinhas ...
Apesar dos "sinto muito, mas provavelmente vai ter que internar"... apesar do "nao deu, vamos ter que parar por um tempo"...
Apesar de olhar os ponteiros do relogio correndo tao devagar nas madrugadas... de dormir por quarenta minutos e ter que levantar de novo e sair se arrastando por causa de algum cuidado que precisava ser sanado... e ficar feliz pq tudo serenou e pensar sorrindo:- vou dormir... vou dormir!... e ouvir uma vozinha que vem do quarto ao lado gritando "mamae", e morrer de remorso pq esta deixando-o de lado...
Apesar de estar com os ombros mais encurvados... como me disseram: vc parece estar carregando o mundo todo nas costas?.. To nao ... o mundo todo nao... so boa parte dele... e as vezes realmente é assim que me sinto... mas tenho consciencia que  tem pessoas passando por situaçoes piores...
Apesar de estar nove quilos e meio mais magra... apesar disso tudo, eu consegui... conseguimos...
Ontem vi toda uma equipe vibrar, comemorar... meio de longe fiquei olhando o sorriso no rosto das pessoas, e fiquei feliz de ver pessoas assim, que  realmente ficam felizes com a vitoria dos outros...mesmo que seja uma vitoria pequena...
Uma certa calma me invadiu apos ouvir que terei um mes de  ferias ( é como se fosse assim) e depois dos exames... talvez tenha ainda mais um mes... embora nao esteja fora de riscos, mas é a sensaçao de mergulhar em uma banheira borbulhante e relaxar rs...
Terei que aproveitar parar renovar forças para me preparar para começar o ciclo seguinte... mas é assim... é assim mesmo...
Eu sei que apesar "de"... realmente tenho muito que agradecer ... hj estou apaixonada por mim... orgulhosa daquela mulher que de tao medrosa no principio, teve forças para cumprir com o que tinha que fazer, teve forças para enfrentar a si mesma, vencer seus medos e ajudar... nao existe nada melhor do que saber que nao falhamos com alguem...
Acho que a vida é assim...  se estende a mao para uma pessoa... e la na frente outros vao segurar sua mao quando precisar...
So sei que ontem... depois de todas as lutas, cansaço, de tudo que ainda virá... vi que apesar "de"... tenho muito que agradecer...

4 comentários:

  1. Não sei muito o que dizer, fiquei absorvido neste texto...pareceu-me enredo de um filme europeu, na verdade acabei de assisti-lo através desta poderosa construção de palavras...

    ResponderExcluir
  2. Um dia meu pai me disse que tudo que ela fazia aos necessitados, ele não esperava que nada viesse deles, mas que cria que lá na frente alguém poderia fazer o mesmo para um dos seus.
    Eu li sua emoção, eu me calei.Somos amigos nesta virtualidade e muitas vezes não sabemos nada do que vive nossos amigos. Seu relato veio com uma carga de sofrimento e com suas fortes palavras de fé e esperança o depoimento vai adquirindo uma nova imagem, que vem como estimulo a todos aqueles que sofrem e se desesperam. A vida nos oferece cargas que julgamos pesadas por demais, mas logo uma mão estranha toca nossos ombros e sussurra em nossos ouvidos palavras que nos realimentam e nos colocam no prumo e no eixo. Minha amiga você se mostrou uma Maria Maria que canta numa musica. E Ele por certo está do seu lado, alimentando esta força que estava oculta em você e vencerá. Mas conte com a gente.
    A paz que invadiu o seu coração ao ver um festejar, será a paz que lhe dará sustento para enfrentar cada novo dia.
    Minha solidariedade e meu terno abraço com admiração.
    Beijo de paz e luz amiga.

    ResponderExcluir
  3. Olá Frida. «Nem todo o mal dura sempre. Nem toda a agressão dura sempre. Nem toda a humilhação dura sempre. Nem toda a dor dura sempre. »

    Um beijo

    ResponderExcluir
  4. Como é bom poder olhar para uma etapa, poder respirar fundo, curvar os lábios para desenhar um sorriso e esse sorriso estar reflectido no olhar! Muita energia para o que vier a seguir, e que seja bom e por bem.

    ResponderExcluir