sábado, 30 de novembro de 2013



_ Entendo, respondeu, mas o que devo fazer?
_ DANCE!, respondeu.
Continue a dançar, dance enquanto houver música, e mesmo que a música pare.
Compreende o que estou dizendo?
Você deve dançar. Dançar sem mais perguntas, sem querer porquês, não deve
pensar em significados ou razões, isso não importa.
Se te mete a pensar nisso, seus pés bloqueiam, travam, e se você perder o ritmo,
eu não poderei fazer nada por você. Todas as tuas ligações serão interrompidas,
acabarão para sempre e você viverá só no mundo. Para sempre. Não há como
voltar atrás porque seus pés te levarão ao chão. Por isso, dance!
Se alguém te fizer sentir uma tola, não pense, não reaja, um passo depois do outro
e continue a dançar. Tudo que parece não acontecer será assim alcançado, um passo
depois do outro, continue a dançar.
Para certas coisas o agora nunca é tarde e, mesmo que seja, insista. Faz o teu melhor,
não tenha medo de nada.
Você está cansado e confuso, está fazendo tudo errado e por isso, seus pés parecem
travados, mas isso não importa. Não espere mais nada, apenas, dance, dance, dance.


Haruki Murakam/ Dance, Dance










3 comentários:

  1. A vida não é ela toda uma eterna dança???

    Bom fim de semana
    Deixo abraço
    *************
    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  2. Danço nos seus pés
    passo a passo
    num belo desassossego

    ResponderExcluir
  3. A vida é uma eterna música e 'dançar' é prestar-lhe agradecimentos pela dádiva de estar vivo!

    ResponderExcluir