quarta-feira, 23 de outubro de 2013


''Amputaram-me a perna há 6 meses, deram-me séculos de tortura e há momentos em que quase perco a razão. Continuo a querer me matar. O Diego é que me impede de o fazer, pois a minha vaidade faz-me pensar que sentiria a minha falta. Ele disse-me isso e eu acreditei. Mas nunca sofri tanto em toda a minha vida.Vou esperar mais um pouco...''
[Em 27 de julho de 1953, Frida tem a perna direita amputada até a altura do joelho. Em seu diário, encontra-se o desenho da perna amputada como uma coluna rodeada de espinhos, com a legenda: ''Piés para qué los quiero si tengo alas pa' volar''.]



4 comentários:

  1. Até encontrar as asas, sofre-se, com qualquer tipo de amputação. Não sabemos lidar com perdas de qualquer natureza e o aprendizado é sofrido. Bjs.

    ResponderExcluir
  2. As torturas que marcam a historia e que criam um renascer sob os escombros da vida.

    ResponderExcluir