terça-feira, 28 de maio de 2013

Tem amor de todo tipo
amor que te acha, que te deixa perdido
amor que te abraça, que te leva pra praça,
amor fluído, amor doído, amor partido,

tem , por exemplo, o amor

 'beco sem saída'
que é aquele tipo de amor que apavora
tem escuros, tem ruídos,
tem estalos, tem grunhidos,
e dois amantes fantasmas
que nunca estão de partida...

Permanecendo,
Ficam!

( Be Lins )


 Essa poesia me lembrou a historia de "Los Amantes de Teruel"... um amor que aconteceu na Espanha do  seculo XIII, no ano de 1217... entre Diego e Isabella ( ou Isabel )...


 (Tumulo dos amantes - "As tampas são muito bem esculpidas: uma apresenta o forte e bonito Diego, seu único braço estendido, alcançando o seu amor Isabel - sua mão chega perto de tocá-la, mas por causa da piedade religiosa eles não se tocam - porque Isabel era casada" ... nos pés os brasoes das duas familias )


A Europa é rica em amores assim... fiquei tentando lembrar de algum  parecido que tenha se passado aqui no Brasil... e o que me veio em  mente de imediato foi o de Dona Beja e Antonio, nao é parecido com os medievais, mas  entrou para a historia tbm ... um amor intenso e louco, que segundo historiadores ela mesma mandou matar o seu grande amor Antonio...  dizem que foi a mulher mais bonita ate hj nascida nas Minas Gerais... tanto que o ouvidor Joao Inacio a seu pedido usa de sua influencia junto a Dom João 6º e  integra parte de Goias ao território mineiro ... daí o dito conhecido de que  "a beleza de Dona Beja é tão extraordinária que modificou o mapa do Brasil"...
A  beleza de Beja de certo modo nao a favoreceu... ao contrario, sua beleza fez com que ocorresse o seu rapto, assim começando a sua desventura, e desencadeando uma guerra entre ela e Antonio... viveram entre o amor e odio por uma vida inteira...




 - Dona Beija -

"Beija flor, beija menina
Quem a fez, assim tão divina
Quem a fez tão bela e tão fera
Chuva e sol de primavera
Senhora de tantos amores
A dona de Araxá

Por ela sonha os homens
Quem a Beija, beijará
Senhora também das dores
Do povo de Araxá
Por ela sofrem os homens
Quem a Beija vai desprezar

Que mistério, basta um olhar
Ela vai nos enfeitiçando
Todo homem perde o rumo
E se entrega ao seu domínio
Que poder terá essa tal mulher
Com seu doce mortal veneno
Ela ama, ela odeia
Mas eu não sei se é feliz"




 

6 comentários:

  1. Esses amores imensuráveis sempre nos chegam através da história. Geralmente não têm uma sequência feliz. Mas é belo conhecê-los. Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Uma beleza de resgate amiga.
    O amor que não se freia, que ultrapassa os limites cabíveis da mente.
    Historias destes amores sempre me deixaram curioso para entender o amor nesta amplitude.
    Abraços com admiração.
    Bjo.

    ResponderExcluir
  3. ....mas não se é feliz

    vou usar essa imagem em algum texto
    ótimo resgate

    ResponderExcluir
  4. Obrigada pela presença amiga. Desejo-lhe uma linda semana. Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Eu sou mineiro, e posso garantir que lá, as mulheres são realmente lindas. Atualmente moro em Goiás. Mas sinto saudades de minha terra.

    ResponderExcluir