sábado, 25 de maio de 2013



Entao este ano se comemora o bicentenario de Richard Wagner?... nascido em 22 de maio de 1813...
Entao o genio que compos a magnifica e extraordinaria opera "Der Ring des Nibelungen" (um conjunto de quatro ciclos - Das Rheingold,  Die Walkure,  Siegfried e  Gotterdammerung)... e tbm  "Parsifal",  "Tristan und Isolde",  "Die Feen",  "Das Liebesverbot"... e na minha opiniao a tao magnifica quanto "Der Ring des Nibelungen"...  a opera  "Der Fliegende Hollander" ( tbm conhecida como "O Navio Fantasma" )  e mais outras...  tbm escrevia ensaios antissemitas...
Entao ele achava que judeus eram:  "ex-canibais , agora treinados para serem agentes de negocios da sociedade"... frase que escreveu em seu ensaio "Das Judentum in der Musik", que por sinal ele o escreveu sob o pseudonimo de K. Freigedank ... artigo escrito talvez mais  por inveja do sucesso na epoca das operas de Meyerbeer, um alemao judeu, seu comtemporaneo... embora ele atacasse veementemente tudo que se referia aos judeus...
A verdade é que Wagner na "era nazista", se tornou  o queridinho de Hitler e, é certo que sua influencia sobre o movimento nacional-socialista e especialmente sobre o seu lider era enorme, se tornando assim, um simbolo poderoso do nazismo quando introduziu a politica na musica... 
Resumindo... Wagner nao foi perdoado por suas ideias antissemitas... mas... e a qualidade de sua musica?
O seu bicentenario tem trazido a tona a discussao polemica entre "Wagner genio" e "Wagner homem" , um profundo anti-semita, pelo menos é o que dizem... confesso que para um povo que viveu o horror do holocausto como os judeus e como o meu povo tbm... por vezes é dificil conter o mal-estar diante de um compositor genial... mas que teve  suas obras  tocadas nos campos de concentraçao... e que foi adotado como o simbolo do regime nazista principalmente por suas ideias...
Embora, e ate com um pouco de culpa, tenho que confessar que a cantata cenica ( que quer dizer quase uma opera)  mais perfeita para mim e que adoro... ouvindo-a quase que diariamente, é Carmina Burana... a "opera" mais famosa da Alemanha nazista e que foi composta por Orff, um alemao nascido em Munique... sendo ele proprio um auto-declarado nazista...
Como apreciadora  da musica classica, especialmente operas, fica dificil para mim e acredito que para todos que gostam do genero, mesmo com toda a polemica que se formou, simplesmente ignorar Wagner, nao se pode negar que ele foi o maior compositor do seculo em sua epoca...

E entao... a musica realmente rompe barreiras e pode superar tudo?




 Ma-ra-vi-lho-sa... é a unica definiçao para essa opera... Der Ring des Nibelungen



Mas nenhuma supera para mim... Carmina...





4 comentários:

  1. A meu ver, a música rompe barreiras e pode superar tudo. Tenho até curiosidade em saber da vida de um artista, mas o que mais curto é sua genialidade, não seu gênio, se tem gênio bom, se é genioso, chato, mau caráter, gente boa...

    Richard Wagner era genial. Criticava os judeus, mas tinha amigos entre eles. E duvido que ele , se estivesse vivo, concordaria com Hitler e seus seguidores.

    O povo alemão é genial, genial como poucos. Literatura, filosofia, música... Quantos gênios da música clássica! No rock, os alemães são subestimados, porém, a meu ver, os germânicos nada ficam a dever aos ingleses. A Alemanha , pra mim, é o paraíso do rock!

    Frida, o saudoso Richard Wright, do Pink Floyd, costumava criar uns sons, que remetiam ao seu xará, Wagner. Vc conhece, "Sysyphus"? Se não conhece, confira no you tube; a introdução da canção é wagneriana, eu penso.

    ResponderExcluir
  2. Uma belissima postagem deste genio.
    A escolha ilustrativa musical perfeita.
    Boa generosidade.
    Uma linda semana amiga.
    Meu terno abraço.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  3. A música do Universo, eu acredito, existe e flutua pelo ar; algumas pessoas são os instrumentos que a captam e reproduzem. E, convenhamos... a qualidade da música independe da flauta que o sopro do Universo atravessa. Também acho muito bonita a música de Wagner. Belo post! Boa semana.

    ResponderExcluir
  4. A beleza da música independe do comportamento de seu compositor. Quando a ouvimos, são outros nossos pensamentos e o sentir não se volta para a revolta alimentada contra seu criador. Bjs.

    ResponderExcluir