domingo, 14 de abril de 2013

Quebra-Cabeça

 

 

Só ficava mais tranqüila porque, assim, de longe, ninguém percebia, nessa distância, ela era figura inteira, paisagem, quebra-cabeça montado, idêntica ao desenho da caixa.
Só ficava mais tranqüila por saber que ninguém chegava tão perto a ponto de descobrir.
Agradecia ao vício dos olhos dos outros que, de longe, formava a figura inteira, mais tranqüila só por isso,  por saber que, nessa distância, ninguém nunca veria que era incompleta, que faltava uma pequena peça bem no meio de tudo.

( Eduardo Bas


2 comentários:

  1. Creio que tomos somos incompletos, porque imperfeitos. Olhos sábios o percebem, mesmo à distância. Não se consegue esconder, eternamente, que nos faltam peças, salvo se nos isolarmos do mundo. Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Um mini com muita arte e reflexão.
    A parte que não se alimenta que faz toda diferença.
    Voce sempre com uma postagem perfeita e inteligente.
    Que bom estar aqui amiga.
    Bjo.

    ResponderExcluir