segunda-feira, 1 de abril de 2013

.

Não há como resistir à uma estória
onde o afeto faz a narração:

_ queremos ser despertados para o amor,
ainda que a fala seja alheia...

(Postado originalmente por Be Lins)


Entao mesmo que a fala e a estoria seja a alheia...  a partir de agora falemos de amor...


(1) - Sempre existe no mundo uma pessoa que espera a outra, seja no meio de um deserto, seja no meio das grandes cidades.
E quando estas pessoas se cruzam, e seus olhos se encontram, todo o passado e todo o futuro perde qualquer importância, e só existe aquele momento.

( Paulo Coelho, O Alquimista.)

(2) - E quando você deita a cabeça sobre o meu peito e me envolve com seus braços, eu sinto o coração se aquecer. Parece que vai saltar de mim, num ritmo muito mais acelerado. Eu pouso minha mão em seu rosto, e faço carinho de leve em seu cabelo de fios negros e macios. E mesmo quando nada parece fazer qualquer sentido mais, do seu lado, tudo fica bem.

(Jessica Doni)

(3) - Eu vou beijando cada pedaço ao alcance dos meus lábios, inspirado, pode ser a última vez. As coxas, a virilha, o umbigo, os seios, as axilas, a boca. A boca. Principalmente a boca. Como se eu quisesse imprimir à tinta as digitais dos meus lábios nos dela, para que ela nunca mais pudesse negar que eu estive por ali.

( Gabito Nunes )


E o (4) respira amor...   e o (5) exala amor...   e o (6) transpira amor...e o (7) é a propria essencia do ser humano...o amor...

E assim o amor continua ate onde vai os numeros e as combinaçoes alfa-numericas... sempre...




( Postado ao som de - 93 Million Miles - Jason Mraz)




3 comentários:

  1. Quando a fala alheia nos toca, melhor abraçá-la, principalmente quando o tema é o amor. Ele será (ou deveria ser) sempre o objetivo primeiro do ser humano. Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Olá, minha querida!♥

    Começou o friozinho, por aí?
    Pinguim, na imagem!

    Podemos a entender também, como uma metáfora do amor.

    Olha, Frida, eu nunca tinha pensado que o amor era algo semelhante aos números, ou seja, é um conjunto infinito.

    Combinações alfa-numéricas..! Que luxo de palavras!

    Adorei todas as frases, possíveis definições do amor e das suas nuances, mas a de Gabito
    Nunes, está, SOBERBA e GRANDIOSA.

    Quanto ao vídeo, é super melódica a música. Da para divertir, dançar, sentir e amar.

    Boa semana, COM AMOR.

    Beijos da Luz, com muito carinho e apreço.

    ResponderExcluir
  3. Frida, no mundo dos afetos. Um post muito bom!
    abraço

    ResponderExcluir