quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013


 O pior do mundo é como ele está banalizado e alienado.
A morte é noticia diária, o amor não existe, homens agem como meninos. E meninas agem como mulheres.
A diferença, motivo de brigas. Respeito, um valor perdido.
A solidão virou amiga, a dor costume, as mentiras hábito.
O corpo de uma mulher se tornou mais valorizado que seu cérebro.
E o dinheiro de um homem, mas valorizado que seu caráter.
Mídia virou rede de mentiras.
Estilo se tornou um meio de chamar atenção.
Sexo virou assunto normal entre crianças de dez anos.
Sorriso perdeu seu valor e  Talento ficou desnecessário.
Pais viraram caretas e os avôs viraram mais uma programação chata de final de semana. A vida social se tornou mais importante que a família.
E casamento virou motivo de piada.
Romantismo morreu dentro das paginas de Romeu & Julieta.
Leitura é coisa de nerd, balada é coisa de "cool".
Beijar se tornou aperto de mão. Igrejas viraram bancos. Dinheiro, razão de vida.
Enquanto o Brasil inteiro discute o que acontecerá na próxima novela das oito.
Assassinos matam, crianças perdem a inocência, e o governo rouba.

Me sinto assim nesse mundo, inconstante, antissocial e estranha.
Diferente demais do restante das mulheres, diferente demais do restante do mundo.



9 comentários:

  1. Bom dia, querida Frida!

    Que texto tão real!
    É isso mesmo, que você escreveu.
    Se perderam os valores, a moralidade e a honestidade.

    Há países piores que outros, todos sabemos, e na sua amada Pátria, infelizmente, se vivem situações muito desagradáveis. Me desculpa, mas só estou confirmando aquilo que você aqui, postou.
    Claro que o Brasil é um país enorme, com imensas culturas e misturas, talvez daí, possamos explicar a violência e o banditismo, aí existente.
    Logicamente que há gente boa, mas será que é a maioria?

    Te desejo um dia maravilhoso.

    Lisboa está coberta por uma neblina densa. Pouca gente nas ruas,e pouco trânsito, também.

    Beijos da Luz, pra você e Pedrinho, com carinho.

    ResponderExcluir
  2. Há muitos desencontros porque a procura é equivocada. O poder tem sido o objetivo primeiro do ser humano, encobrindo a sensibilidade e afastando o amor. Mas não perdi a confiança nas pessoas porque há muitas que têm sabedoria para escolher seus caminhos. Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Infelizmente o ser humano perdeu sua maior conquista o amor....ele preferiu o poder, o ser...
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  4. O ser humano esta trocando o amor pelo poder....
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  5. A situação é triste, mas foi muito bem retratada. Ainda bem que sempre existiremos os diferentes. Boa semana!

    ResponderExcluir
  6. Encontrei muitas verdades neste texto. Mas, fazer o quê? O mundo mudará se cada indivíduo mudar a si mesmo. Uma montanha é formada por grãozinos de areia. Se juntarmos os nossos grãozinhos de amor ao próximo, trabalho e dedicação, estaremos fazendo a nossa parte, e assim, poder encontrar um pouco de felicidade nisto. Acredito que o mundo, ainda não está perdido. O bem sempre irá sobrepor o mal. Acredito eu...
    Fique com Deus!...

    ResponderExcluir
  7. Oi, querida Frida!

    Tudo bem com você e Pedrinho?
    Quis começar meu dia com você, pra lhe desejar, hoje e sempre, muita alegria, liberdade e harmonia, com muito alento, porque você, é "filha" do vento bom.

    QUE VENHAM NOVOS VENTOS, VENTOS DE ESPERANÇA E DE MUDANÇA.

    Beijos da Luz, com muito carinho e apreço.

    ResponderExcluir
  8. Tantas boas coisas mudaram, tornarem-se velhas e apagadas coisas, eu não entendo esses novos quereres, esses novos beijos sem emoção, esses novos ventos carregados de interrogações...

    Eu ainda quero o mundo que meus avós queriam... :[

    ResponderExcluir