sábado, 28 de abril de 2012





Razão, de que me serve o teu socorro?


Mandas-me não amar,
Eu ardo, eu amo!
Dizes-me que sossegue,
Eu peno, eu morro.


[Bocage]

Nenhum comentário:

Postar um comentário