segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

 
 "Quem me vê caminhando na rua, de salto alto e delineador, jura que sou tão feminina quanto as outras: ninguém desconfia do meu hermafroditismo cerebral. (...) Penso como um homem, mas sinto como mulher."
 Martha Medeiros

Um comentário:

  1. A Martha tem as suas perolas do pensamento.
    Bela partilha amiga.
    Meu abraço.

    ResponderExcluir