segunda-feira, 30 de janeiro de 2012



Venho contendo emoções que não cabem em mim.
Venho recebendo sentimentos que não são meus, não são pra mim.

O que deveria ser fácil, é mais difícil do que pensamos.
E me parece inevitável não "meter os pés pelas mãos".

Por que isso, Deus?
As pessoas tem uma necessidade incontrolável de (só) querer o que não se tem.
E por "pessoas", refiro-me a mim mesma. Na esperança de não ser eu, a única.

Única também a sentir que isso tudo é a maior cilada
e que alguém sempre tem que se machucar no final.
Quando isso acontece, termino sempre como a mais machucada da história
e com aquela sensação do "Poderia ser diferente".

Já sentiu isso?

Que alívio.

Letícia Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário