sábado, 28 de janeiro de 2012

 
 
 
Quem não chegou a uma estação tarde de si ,
a pressentir que o último ônibus passou?

[ Fabrício Carpinejar in Como no céu & Livro de visitas]

Nenhum comentário:

Postar um comentário