quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

O Morro dos Ventos Uivantes




O MORRO DOS VENTOS UIVANTES

Autor: Emily Brontë
Editora: Publifolha
Ano: 1998
Número de páginas: 362



"O Morro dos Ventos Uivantes" é único romance que a autora escreveu e conta uma das histórias de amor mais surpreendentes de todos os tempos. O livro é um clássico da literatura inglesa e é tido como favorito por milhares de pessoas.

A paixão devastadora entre Heathcliff e Catherine nasce na fazenda chamada Morro dos Ventos Uivantes. Os dois são amigos de infância e o destino, de forma muito cruel, os separa quando jovens. Mas o amor entre eles é mais forte do que tudo e deixa rastros de ódio e vingança por onde passa.

"Meu amor por Heathcliff é como uma rocha eterna. Eu sou Heathcliff."
(fala da apaixonada Cathy)
"Se tudo o mais perecesse e ele ficasse, eu continuaria, mesmo assim a existir; e, se tudo o mais ficasse e ele aniquilado, o universo se tornaria para mim uma vastidão desconhecida, a que eu não teria sensação de pertencer."

Sim... "O Morro dos Ventos Uivantes" é uma história de amor. Só que bem diferente do que costumamos ler em Romeu e Julieta. Mas nem por isso menos bela.

A linda e mimada Catherine se vê rodeada por dois amores: Edgar Linton, rico e inteligente morador da Granja dos Tordos e Heathcliff, o jovem que cresceu junto a ela no Morro dos Ventos Uivantes, pobre, cujo único bem era o amor que tinha por ela.

O jovem Heathcliff, sempre humilhado por sua condição social, transformou-se numa criatura vingativa e cruel, que só se satisfazia com o sofrimento das pessoas. Cheio de amor por Catherine e magoado pela rejeição que sofreu, dedica todo o seu ódio a todos que estão de qualquer forma associados à sua história - até mesmo aos mais inocentes.

A autora Emily Brontë narra o amor dos dois de uma forma linda e trágica, na narrativa de Nelly, a governanta, e do Sr. Lockwood, vistante da fazenda do Morro... a história contada desde a infância vai criando no leitor a expectativa por conhecer quem são os personagens tão pouco convencionais que aos poucos vão aparacendo numa Inglaterra do sec. XVIII, numa fazenda rústica pertencente a um rico senhor chamado Earnshaw, que leva para casa um menino misterioso para viver junto com seus filhos verdadeiros. Ele, Heathcliff, tão amado pelo senhor Earnshaw quanto os próprios filhos desperta a raiva e inveja de Hindley, primogênito de Earnshaw. Já Catherine, a irmã, torna-se amiga inseparável de Heathcliff... e com o tempo essa amizade se transforma em uma paixão avassaladora.
Com a morte de Earnshaw, Heathcliff cai nas mãos do vingativo Hindley, que transforma a vida do rapaz em um inferno de sofrimento e humilhação. Daí o caráter bruto e rude de Heathcliff, gerando uma mágoa indestrutível que arruinará a vida de muitas pessoas.

A própria Catherine, apaixonada por ele, aceita se casar com o rico e educado vizinho Edgar Linton, desprezando e humilhando o pobre e ignorante Heathcliff que, revoltado, vai embora do Morro para regressar dois anos depois, rico e disposto a vingança por todas as humilhações sofridas.

Se você gosta de ler histórias de amor, leia O Morro dos Ventos Uivantes, mas não espere jamais por um romance água com açúcar... O que você vai encontrar é um amor avassalador e uma paixão mais forte do que a própria morte. Você vai se ver cara a cara com os piores sentimentos humanos: ódio, crueldade, arrogância, brutalidade, orgulho, avareza... Do início ao fim você vai mergulhar num cenário tenebroso e dramático descrito prodigiosamente pela autora.



(Postado por Infinito Particular)


 Nunca vi um filme tao puro e belo quanto esse...

Nenhum comentário:

Postar um comentário