sábado, 28 de janeiro de 2012




Ha ocasiões em que não consegues nada,
nem um sorriso, outras em que consegues tudo,
até cartas de recomendação. 
Não te queixes, nem te gabes. 
Era que os anjos estavam brincando de rapa-bota-tira-deixa…
E a tua história quotidiana é tecida ao acaso dos lances.
Até que sobrevenha o R do rapa-tudo.

(Aí então os anjos te recolherão.)

[Mário Quintana in “Sapato florido” ]

Nenhum comentário:

Postar um comentário