domingo, 22 de maio de 2011

"Algumas pessoas passam a vida toda e não sentem o que nós sentimos, outras nem sabem que isso existe."



Um amor intenso, com fortes indícios de que poderia dar certo, mas Francesca Johnson (Meryl Streep) teve medo de arriscar. Preferiu o infortúnio de uma vida infeliz, ao lado de um homem que há muito não amava mais. Ficou com ele até o fim, mas passou o resto da vida pensando e escrevendo um diário sobre "o outro". Morreu triste, obviamente.
As vezes não se pode entender...

Só sei que foi assim...e eu me emocionei...um dos filmes mais bonitos que ja vi...




"Nunca deixei de pensar nele, nem por um momento.
Ainda quando não se achava em minha mente consciente,
o sentia em alguma parte, estava sempre ali."
(Meryl Streep)



 "Quando penso em por que fotografo, a única razão que me vem à mente é que passei minha vida tentando chegar aqui.
Tenho a impressão de que tudo o que fiz até hoje, foi para chegar até você."

(Clint Eastwood)




Postado por  Poupée Amélie

2 comentários:

  1. Um final triste, como tudo neste mundo.

    ResponderExcluir
  2. Depende do ponto de vista...tudo é relativo, nao é mesmo?
    De certo modo, quando um sonho nao é vivido, se eterniza, ele nao perde o encanto...
    Francesca do seu jeito foi feliz, viveu com a consciencia tranquila e se sustentou sonhando com um amor que por nao ter sido concluido...foi perfeito...

    ResponderExcluir